Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

culto medusa

a vida dos dias | escrito tem mais significado do que pensado

culto medusa

a vida dos dias | escrito tem mais significado do que pensado

09
Jan19

Expresso e o cheiro do papel

tenho memórias do jornal Expresso desde os 15, 16 anos. adorava abrir o saco e explorar todos os cadernos. a revista foi sempre a minha preferida, seguida do caderno de emprego, que já se encontra diluído na secção de economia. economia, confesso, era - e é - o caderno que ficava por abrir... 

 

fazia colagens com recortes de imagens e colunas de críticas a autores que conhecia pela primeira vez mas tinham deixado uma semente para ir ler mais. com o passar dos tempos, fui-me distanciando um pouco do jornal, parecia que me sentia um pouco longe do nível de entendimento que era transmitido. ou o jornal solidificou o seu caráter erudito ou, efetivamente, fui eu que me demiti de continuar a ler e a investir na "oxigenação do cérebro"... confesso que o surgimento das redes sociais contribuiu para que eu deixasse o jornal e os livros para depois, erradamente.

 

eis que após algum tempo sem comprar o Expresso, no início deste ano - determinada a voltar aos hábitos de leitura (how convenient...) - fui procurá-lo e eis que encontro o novo saco, de papel, assinado pela artista plástica Joana Vasconcelos. procurando contribuir para o aumento das taxas de reciclabilidade, o Expresso deixou de distribuir o semanário no saco de plástico, substituindo-o por um saco, diga-se, digno de colecionador... 

Capturar.PNG

não sei se foi a beleza do saco - não apenas gráfica mas também simbólica -, mas o que é facto é que esta edição preencheu-me. não é que as notícias sejam as melhores, que não o são, mas o facto de ler o jornal de uma ponta à outra reativou em mim uma capacidade que estava adormecida: refletir e projetar futuros próximos, a nível político, social, ambiental... 

 

por outro lado, a revista continha temas que me dizem bastante - sociedade, saúde e inclusão social e arte -: a reportagem sobre bebés prematuros e os contextos sociais em que a saúde acentua as diferenças, sobre o atelier (gigante, em termos de organização) da Joana Vasconcelos ou sobre a cidade chinesa "em estado de coma", Ordos Kangbashi...

 

não sei se alguém quererá saber a minha opinião sobre o conteúdo de um jornal do sábado passado, mas não será essa a eterna questão de quem escreve um blog? ;)

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D