Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

culto medusa

a vida dos dias | escrito tem mais significado do que pensado

culto medusa

a vida dos dias | escrito tem mais significado do que pensado

16
Jan19

la despedida

34e2867cc9dca6f6da2822c4c2242ab9.jpg

 

frida é uma das maiores referências artísticas. acho até redutor dizer isto. frida é para mim um amuleto. aprendi, através dela, a reformular a minha visão da vida. 

 

já sentiram, a dada altura da vossa vida, o impacto e a luminescência de um/a artista ou autor? parece que tudo o que se bebe a partir dele/a faz sentido. a frida foi um elemento catalisador numa altura muito própria da minha vida e vou poder dizer, sempre, que ela é também minha. 

 

uma das frases mais marcantes de frida kahlo é "onde não puderes amar, não te demores". embora estejamos formatados para dar amor de forma incondicional, esta foi das minhas aprendizagens mais sólidas que fiz aos 33 anos: a forma como nos entregamos ao Outro traz dissabores que apenas a maturidade pode ajudar a ultrapassar. já todos ouvimos falar sobre o fim de uma amizade e sobre quão penoso pode ser esse processo. pegando na história de vida de frida kahlo, a perceção do fim de uma amizade poderá ser equiparado ao acidente do autocarro, que joga um corpo para uma cama durante anos, apenas estabilizado por gesso e ferros.

 

a minha história é curta. tanto foi pensado e sentido que escrever sobre isso se torna seco, as palavras já seriam amargas, por estarem tão despidas de afeto. o que retenho pelo fim de uma amizade é a valorização do que sou, enquanto pessoa com personalidade e valores que traduzem uma história de vida própria. sinto que posso ter vivido uma vida inteira a dar com a falsa perceção do retorno, a contentar-me com aquilo que o Outro pode dar. não obstante a enorme desilusão que é constatar que a linha que era, até então, cozida pelas duas mãos se perdeu, sinto que ganhei lucidez sobre quem de facto importa e se preocupa. essa lucidez não surge à mesa, entre brindes, copos e sorrisos. surge na adversidade, quando estamos com uma mochila pesada para carregar sozinhos. 

 

hoje sinto-me altamente determinada a continuar a cultivar esta lucidez, a perceber ao longo da vida sobre o que é de facto importante. hoje consigo dizer que já sei onde não devo demorar-me ;)

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D